Escudo de la República de Colombia
Sistema Nacional de Biliotecas - Repositorio Institucional Universidad Nacional de Colombia Biblioteca Digital - Repositorio Institucional UN Sistema Nacional de Bibliotecas UN

Obesidade, condição socioeconômica e hipertensão arterial no extremo oeste de santa catarina

De Sá, Clodoaldo Antônio and Corralo, Vanessa Da silva and Fachineto, Sandra and Schmidt, Clenise Liliane and Cezar, Marcos Antônio and Ribeiro, Cezar Grontowski (2014) Obesidade, condição socioeconômica e hipertensão arterial no extremo oeste de santa catarina. Journal of Public Health; Vol. 16, núm. 2 (2014); 184-194 Revista de Salud Pública; Vol. 16, núm. 2 (2014); 184-194 0124-0064 .

Texto completo

[img]
Vista previa
PDF
178kB
[img] Sin Definir
[img]
Vista previa
PDF
4MB
[img]
Vista previa
PDF
152kB

URL oficial: http://revistas.unal.edu.co/index.php/revsaludpubl...

Resumen

Objetivo Avaliar a relação entre obesidade, condição socioeconômica e hipertensão arterial (HA) em voluntários de ambos os sexos residentes na região Extremo Oeste de Santa Catarina, Brasil.Materiais e Métodos Participaram do estudo 955 voluntários, sendo 31 % do sexo masculino (idade: 51,0±1,80 anos; Peso: 78,4±13,6 kg) e 69 % do sexo feminino (idade: 50,0±12,5 anos; Peso: 69,8±13,3kg). Foram considerados hipertensos os indivíduos com pressão arterial sistólica ≥140 mm Hg e/ou pressão arterial diastólica ≥90mmHg e, obesos, os que apresentaram IMC ≥ 30 kg/m2.Resultados A prevalência de hipertensão na amostra analisada foi de 35,13 %entre os homens e de 29,4 % entre as mulheres. O percentual de homens com PA classificada como limítrofe também foi maior que o de mulheres (20,9 contra 16,7 %). Entre as mulheres com sobrepeso e obesidade, as hipertensas corresponderama 25,7 % e 48,3 %, respectivamente. Entre os homens esses percentuais forambastante superiores ao sexo feminino (34,6 e 56,9 %, respectivamente). A distribuição de hipertensos em função condição socioeconômica apresentou maior variação entre as mulheres (zero, 27,46 e 37,33 %, respectivamente) do que entre os homens (30,4; 36,2 e 30,1 %, respectivamente).Conclusão Os resultados do presente estudo trazem indícios consistentes da associação entre obesidade e HA. Embora este fato seja conhecido, o que deve ser levado em consideração é que a presença de HA entre as categorias de IMC normal, sobrepeso e obeso diferiram substancialmente entre os sexos.

Tipo de documento:Artículo - Article
Palabras clave:Hipertensão, obesidade, classe social
Unidad administrativa:Revistas electrónicas UN > Revista de Salud Pública
Código ID:44463
Enviado por : Dirección Nacional de Bibliotecas STECNICO
Enviado el día :25 Oct 2014 08:57
Ultima modificación:25 Oct 2014 08:57
Ultima modificación:25 Oct 2014 08:57
Exportar:Clic aquí
Estadísticas:Clic aquí
Compartir:

Solamente administradores del repositorio: página de control del ítem

Vicerrectoría de Investigación: Número uno en investigación
Indexado por:
Indexado por Scholar Google WorldCat DRIVER Registry of Open Access Repositories OpenDOAR Metabiblioteca BDCOL OAIster Red de repositorios latinoamericanos DSpace BASE Open archives La referencia Colombiae Open Access Theses and Dissertations Tesis latinoamericanas CLACSO
Este sitio web se ve mejor en Firefox